Pressão nos hospitais diminui. Menos de 100 doentes em UCI

De acordo com o boletim da DGS, nas últimas 24 horas foram declarados 32 mortos, sendo que foram reportadas 10 376 novas infeções. Há agora 1501 doentes internados, dos quais 98 em unidades de cuidados intensivos.

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta segunda-feira indica que Portugal registou mais 32 mortes por covid-19, sendo que a maioria foi declarada em Lisboa e Vale do Tejo, com 14 óbitos, seguido pela região Centro (7), Norte (6), Alentejo (4) e Açores (1).

Nas últimas 24 horas houve 10 376 novas infeções, com Lisboa e Vale do Tejo a registar 3559 casos, seguido pela região Norte (2267), Centro (2123), Açores (656), Algarve (626), Madeira (614) e Alentejo (531).

No que diz respeito a hospitais, há agora 1501 doentes internados (menos 59 que no dia anterior), dos quais 98 em unidades de cuidados intensivos (menos oito do que na véspera). Refira-se que desde 23 de novembro não havia um número tão baixo de doentes em UCI, sendo que nesse dia eram 93.

Em dia de atualização dos valores da matriz de risco, mantém-se a curva decrescente nos valores da incidência, sendo agora de 2222,5 casos por 100 mil habitantes a nível nacional (era de 2533,7 na quarta-feira), enquanto ano continente é de 2157,4 (era de 2470,4).

Ao contrário, o índice de transmissibilidade R(t) registou uma ligeira subida sendo agora de 0,73 a nível nacional (era de 0,72 na quarta-feira) e de 0,71 no continente (0,70).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG