Linha SNS24 bateu recorde diário de requisições para testes no domingo

Só no domingo foram emitidas 14 297 declarações provisórias de isolamento profilático e 22 103 requisições para testes à covid-19.

A linha SNS24 bateu no domingo o recorde diário de requisições para testes à covid-19 emitidas, com um total de 22 103, segundo dados dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

De acordo com os mesmos dados, o número de requisições para testes à covid-19 emitidas pela Linha SNS24 no domingo ultrapassou o anterior recorde, de dia 21 de janeiro deste ano (16.672).

Durante este mês de dezembro (dias 1 a 26), foram emitidas 246 709 requisições de testes à covid-19 pelo SNS24, das quais 101 077 na última semana.

"Relativamente à emissão de declarações provisórias de isolamento profilático (DPIP), este mês de dezembro (dias 1 a 26) foram emitidas 178 481 pelo SNS24, das quais 79 256 na última semana", refere a nota dos SPMS, acrescentando que só no domingo foram emitidas 14 297 declarações.

Os SPMS subinha que nos últimos dias se assistiu a um "crescimento muito acentuado da procura da linha SNS24", que "tem vindo a acompanhar a evolução do contexto pandémico atual".

A nota refere ainda que, "para reforçar a qualidade do serviço, foram tomadas, em estreita articulação com a DGS e o operador Altice Portugal, um conjunto de medidas", entre elas a abertura de novos call center "para beneficiar de recursos humanos disponíveis noutras regiões", apontando o caso de Coimbra, aberto na semana passada, e de Beja, que abrirá em janeiro.

Aponta igualmente a "formação e contratação de novos profissionais", perfazendo um total de 5000, maioritariamente enfermeiros, mas também psicólogos, farmacêuticos, médicos-dentistas, administrativos, intérpretes de Língua Gestual Portuguesa e estudantes de medicina do sexto ano, e a "diversificação das categorias dos profissionais e das respetivas tarefas para otimizar o atendimento na linha".

Os serviços indicam ainda que foram revistos alguns algoritmos "para elevar a sua eficiência" e que houve uma "adoção mais alargada de soluções de atendimento automatizado".

"Estas intervenções, em especial as de natureza tecnológica, foram intensificadas durante a quadra natalícia. Todavia, contamos que após o Natal a pressão sobre a linha continue a crescer, pelo que prosseguiremos a adoção de todas as medidas de emergência que contribuam para salvaguardar a qualidade do serviço", acrescentam o comunicado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG