Descoberto planeta extrassolar semelhante à Terra e a Mercúrio

Uma equipa internacional de investigadores, incluindo nove do Instituto português de Astrofísica e Ciências do Espaço, descobriu um planeta extrassolar semelhante à Terra e a Mercúrio que pode dar pistas sobre a formação do Sistema Solar

O planeta K2-229 b, localizado a 340 anos-luz da Terra, poderá, segundo os cientistas, esclarecer as particularidades de Mercúrio, o planeta mais perto do Sol, e ajudar a compreender a formação do Sistema Solar.

O K2-229 b é um planeta do tipo terrestre - tem um tamanho muito parecido ao da Terra - mas a sua composição e densidade fá-lo assemelhar a Mercúrio.

Para o investigador arménio Vardan Adibekyan, citado em comunicado pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, onde trabalha, trata-se de um planeta que possui "a mesma particularidade" de Mercúrio, a de "ter uma composição diferente da que seria de esperar a partir da composição da sua estrela-mãe".

Ao contrário de Mercúrio, Terra, Marte e Vénus partilham com o Sol "a mesma abundância relativa de certos elementos químicos, como o ferro, o magnésio ou o silício".

A estrela-hospedeira do planeta K2-229 b "é um pouco mais nova" e tem menos massa do que o Sol e apresenta "uma proporção ligeiramente menor de outros elementos químicos mais pesados do que o hidrogénio e o hélio".

A equipa internacional de astrofísicos espera que a descoberta de outros planetas como o K2-229 b possa ajudar a perceber melhor como planetas como Mercúrio se formaram e evoluíram.

Apesar das semelhanças com Mercúrio, existem também diferenças entre o exoplaneta K2-229 b e o planeta mais pequeno do Sistema Solar: o K2-229 b orbita muito mais perto da sua estrela, completando uma volta em 14 horas (um ano em Mercúrio dura 88 dias terrestres) e tem uma temperatura durante o dia mais quatro vezes superior, podendo atingir os 2.000ºC, "o suficiente para fundir ferro", explica o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço.

Muito embora o K2-229 b tenha um tamanho parecido ao da Terra, é um planeta muito mais denso do que o 'planeta azul' e tem duas vezes e meia a sua massa.

O sistema planetário K2-229, que engloba mais dois planetas, o K2-229 c e o K2-229 d, foi detetado através do telescópio espacial Kepler e confirmado e caracterizado com o espetrógrafo HARPS, do Observatório Europeu do Sul, organização astronómica da qual Portugal faz parte.

Os resultados do estudo foram publicados hoje na revista científica Nature Astronomy.

Exclusivos

Premium

Líderes europeus

As divisões da Europa 30 anos após o fim da Cortina de Ferro

Angela Merkel reuniu-se com Viktor Orbán, Emmanuel Macron com Vladimir Putin. Nos próximos dias, um e outro receberão Boris Johnson. E Matteo Salvini tenta assalto ao poder, enquanto alimenta a crise do navio da ONG Open Arms, com 107 migrantes a bordo, com a Espanha de Pedro Sánchez. No meio disto tudo prepara-se a cimeira do G7 em Biarritz. E assinala-se os 30 anos do princípio do fim da Cortina de Ferro.