Hospitais do Médio Tejo suspendem visitas

Unidades hospitalares de Tomar, Torres Novas e Abrantes sem visitas para "maior salvaguarda da segurança" dos doentes internados e dos profissionais de saúde

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) suspendeu as visitas a todos os doentes internados nas suas unidades hospitalares de Tomar, Torres Novas e Abrantes, anunciou através das redes sociais.

Os responsáveis apelam à "compreensão e colaboração dos utentes e dos seus familiares" e explicam que "esta é uma medida preventiva, que tem como objetivo uma maior salvaguarda da segurança das pessoas doentes que se encontram internadas nos hospitais do CHMT, bem como dos profissionais de saúde da instituição".

"Face à evolução epidemiológica do país e dos concelhos servidos pelo CHMT, bem como tendo em consideração os alertas que hoje são lançados pela OMS sobre a previsível evolução da pandemia na Europa, o Conselho de Administração do CHMT considerou indispensável a suspensão temporária da possibilidade de visitas. Esta decisão será reavaliada periodicamente, e de acordo com a evolução situação epidemiológica", pode ler-se.

O CHMT esclarece que, "na maternidade, apenas o pai/pessoa significativa pode acompanhar a grávida durante todo o trabalho de parto e ficar durante duas horas após o parto".

Portugal registou 33 340 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2, mais 28 mortes associadas à covid-19 e uma diminuição nos internamentos em enfermaria e em cuidados intensivos nas últimas 24 horas, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Segundo o relatório diário da situação epidemiológica divulgado pela DGS, estão agora 1564 doentes internados em enfermaria, menos 24 do que na segunda-feira, e 153 em Unidades de Cuidados Intensivos, menos oito nas últimas 24 horas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG