Governo admite regresso da obrigatoriedade do teletrabalho

O aumento de casos de covid-19 pode levar ao regresso à obrigatoriedade do teletrabalho. A ministra do Trabalho não afasta essa possibilidade e diz que a situação está a ser acompanhada.

Portugal assiste a um aumento de casos de covid-19, havendo já especialistas a falar numa quinta vaga da pandemia. A situação pode levar ao regresso da obrigatoriedade do teletrabalho para travar a propagação da infeção. A ministra Ana Mendes Godinho não descartou, esta segunda-feira, essa possibilidade.

"Naturalmente vamos acompanhando a situação e, como sempre, vamos avaliando e implementando em cada momento as medidas que sejam necessárias. Essa tem sido, aliás, a atuação permanente que temos feito", afirmou a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, aos jornalistas.

Um acompanhamento e uma avaliação da situação em "diálogo permanente e com as indicações" do Ministério da Saúde, indicou.

Ana Mendes Godinho disse ainda que "é em função do nível de risco que vão sendo avaliadas as medidas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG