Dois mortos e três feridos graves em despiste de viatura na A1 em Santarém

Também nesta quarta-feira, uma mulher morreu numa colisão no IC1, no concelho de Santiago do Cacém (Setúbal).

Duas pessoas morreram e três ficaram feridas com gravidade na sequência de um despiste de uma viatura de sete lugares esta quarta-feira de manhã na A1, sentido Sul-Norte, no concelho de Santarém, segundo a proteção civil.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém disse à Lusa que o acidente, cujo alerta foi dado às 05:19, ocorreu ao quilómetro 66,1, na zona do Cartaxo, concelho de Santarém.

"Dois óbitos foram confirmados no local e os feridos graves foram transportados ao Hospital de São Francisco Xavier, em Lisboa, e ao Hospital de Vila Franca de Xira", disse a mesma fonte, acrescentando que o acidente causou ainda um ferido ligeiro.

No local estiveram 18 operacionais, entre elementos dos bombeiros, Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e Guarda Nacional Republicana (GNR), com o apoio de oito veículos.

Também nesta quarta-feira, uma mulher morreu numa colisão entre a viatura ligeira de passageiros que conduzia e um veículo pesado de mercadorias, no Itinerário Complementar 1 (IC1), no concelho de Santiago do Cacém (Setúbal), revelaram os bombeiros.

O alerta para a colisão, ocorrida por volta do quilómetro 624 do IC1, na freguesia de Alvalade, Santiago do Cacém, foi dado aos bombeiros às 06:49, revelou à agência Lusa o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal.

A vítima mortal, a mulher com cerca de "30 a 35 anos", era a condutora e única ocupante do automóvel.

O seu corpo foi transportado para os serviços de medicina legal do Hospital do Litoral Alentejano, naquele mesmo concelho alentejano, disse também à Lusa o comandante da corporação dos Bombeiros de Alvalade, Otávio Candeias.

O condutor do camião não sofreu ferimentos, acrescentou a mesma fonte.

Segundo o comandante, tratou-se de "uma colisão frontal", sendo que o automóvel seguia no sentido norte-sul e o pesado de mercadorias no sentido contrário.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG