DGS volta a divulgar dados diários. 11 732 casos e 22 mortes por covid-19 nesta segunda-feira

A DGS tinha anunciado a 10 de março que ia passar a divulgar um relatório da situação epidemiológica e de vacinação com uma periodicidade semanal.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) voltou atrás com a decisão de deixar de divulgar dados diários sobre a evolução da pandemia em Portugal. Através de um simples documento de Excel, invés do mais detalhado boletim epidemiológico, são disponibilizados o número diário de novos casos e mortes por covid-19 no país.

Nesta segunda-feira, por exemplo, foram registados 11 732 casos e 22 óbitos por covid-19 em Portugal.

No domingo foram detetados 3860 casos e 17 mortes, enquanto no sábado registaram-se 7372 novas infeções e 22 óbitos.

A DGS anunciou a 10 de março que ia passar a divulgar um relatório da situação epidemiológica e de vacinação com uma periodicidade semanal.

Segundo um comunicado enviado às redações na altura, "a atual fase justifica a alteração do padrão de divulgação, sendo descontinuados ambos os relatórios diários", o boletim epidemiológico, normalmente divulgado ao início da tarde, e o da vacinação, que costumava ser difundido ao fim do dia.

A 19 de março, o matemático Henrique Oliveira, do Instituto Superior Técnico, acusou a DGS de esconder informação dos cidadãos. "Divulguem os dados, não soneguem informação, não escondam informação dos cidadãos. Não sei se é por laxismo ou se é por uma filosofia que é incompreensível num estado democrático, moderno, de informação. Não percebo porque é que de repente números que são conhecidos das autoridades de saúde ficam secretos", afirmou à CNN Portugal.

"Este relatório semanal é um relatório pobre. Eu, como matemático, não hesitaria em chumbar um aluno que me apresentasse um relatório destes. É um relatório com muito pouca qualidade, nebuloso mesmo", acrescentou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG