Covid já matou mais de 17 mil pessoas em Portugal

País somou este sábado mais um milhar de óbitos - passou os 17 mil. Mortes na faixa etária acima dos 80 anos representam 65,8% do total.

Portugal passou este sábado a barreira dos 17 mil mortos em consequência da covid-19, contando agora 17 006 óbitos. A taxa de letalidade (percentagem de óbitos nos casos confirmados como positivos) é, nesta altura, de 2%.

A última vez que o país passou a fasquia do milhar tinha sido a 22 de fevereiro, há pouco menos de três meses, passando então os 16 mil óbitos. Está longe de ser o período mais alargado - esse data de maio a outubro do ano passado, mais de cinco meses, o tempo que distou entre os 1000 e os 2000 mil óbitos.

Mas, em sentido inverso, os dados atuais também estão muito longe do que se registava antes de 22 de fevereiro, quando o número de mortos ultrapassava o milhar em poucos dias. Foi o que aconteceu de 23 a 26 de janeiro - 1000 mortos em apenas três dias - e logo depois, à mesma escala, entre 30 de janeiro e 2 de fevereiro.

Os números atuais são largamente um reflexo desses primeiros meses do ano. A 2 de janeiro o país chegava aos sete mil mortos, longe de imaginar que um mês depois estaria a lamentar o dobro. A evolução foi galopante. A 12 de janeiro - 10 dias depois - Portugal passava os 8000 mortos, seis dias depois passava os 9000 mil, cinco dias depois os 10 mil, três dias depois os 11 mil. A 28 de janeiro (e novamente a 31) o país atingia um máximo de 303 óbitos num só dia.

A 30 de janeiro, Portugal já passava os 12 mil óbitos, e três dias mais tarde os 13 mil. Depois, voltou a saltar um milhar em cinco dias, mais mil nos cinco dias seguintes, até que a partir de 12 de fevereiro os números começaram a baixar - demorou então 10 dias para chegar aos 15 mil óbitos. A 22 de fevereiro passou os 16 mil.

Números que chegaram a colocar Portugal como o país do mundo com mais mortes por milhão de habitantes, depois de ter sido também o país com maior número de novos casos por milhão de habitantes.

Das 17 006 vítimas de covid-19 em Portugal à data de hoje, 8933 são homens, enquanto 8073 são mulheres.

Em termos de faixa etária, os números são avassaladores acima dos 80 anos - morreram 11 182 pessoas, 65,8% do total. Neste grupo morreram mais mulheres (6051) que homens (5131).

Entre os 70 e os 79 anos faleceram 3623 pessoas vítimas de covid-19, números que representam 21,3% do total.

Já entre os 60 e os 69 anos, o número de vítimas foi de 1528, enquanto no grupo etário anterior (50/59 anos) morreram 463 pessoas (2,7%)

São 153 as vítimas entre os 40 e os 49 anos (0,9%) e 41 os falecidos no grupo etário entre os 30 e os 39 anos.

Entre os 20 e os 29 anos morreram 12 pessoas, duas entre os dez e os 19, e também duas entre os zero e os nove anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG