Aprender sobre reciclagem de forma didática e divertida enquanto se brinca na praia

Esta atividade, dirigida às crianças, pretende ajudar a esclarecer dúvidas e ensinar boas práticas sobre a separação de resíduos, incluindo a colocação correta no ecoponto. Sociedade Ponto Verde quer chegar a cinco mil crianças.

Assim que se entra na Praia da Mata, na Costa de Caparica, percebe-se que o areal foi tomado pelas crianças das colónias de férias. E são estas crianças que a Sociedade Ponto Verde quer que joguem ao Recicla Mania, um jogo de tabuleiro, em versão grande, com perguntas sobre reciclagem. Esta atividade vai estar nas praias de norte a sul do país durante todo o mês de julho.

A tenda da Sociedade Ponto Verde é das primeiras coisas que se vê quando se põe o pé na areia, e talvez por isso as crianças se sentem ainda mais atraída por aquilo que ali se está a passar. Os tapetes coloridos e os dados que parecem gigantes ao olhar destas crianças não passam despercebidos, acabando por motivar os professores e educadores a aderirem à brincadeira. O tapete tem casas amarelas, azuis e verdes, em que as crianças, que são os próprios peões, são desafiadas a responder a perguntas até chegarem à meta.

Este jogo didático tem cerca de 30 perguntas, com cartões de vários níveis de dificuldade, sempre adequados para as várias idades. Alguns apenas com imagens de um frasco de compota, por exemplo, em que se pergunta em que ecoponto se deve colocar, e outras com perguntas que envolvem um pouco mais de raciocínio. O objetivo é aprender sobre reciclagem, ajudando a esclarecer dúvidas e ensinando boas práticas sobre separação dos resíduos, incluindo a colocação correta no ecoponto. O prémio deste jogo é uma pulseira que os vários meninos receberam com entusiasmo por chegar ao fim, além dos novos conhecimentos sobre reciclagem. Tecnicamente não existe um vencedor e quando surge a pergunta "quem é que ganhou este jogo" a um grupo de crianças a resposta foi um "todos!" bastante feliz e acompanhada de saltos, enquanto esperavam que a educadora lhes pusesse a pulseira.

Para a Sociedade Ponto Verde, esta ação está a correr muito bem, "porque tem uma grande visibilidade, e, de facto, as crianças e professores têm dado um feedback muito positivo", diz Ana Trigo Morais, CEO da entidade.
Os professores e educadores não são difíceis de convencer, diz Gonçalo Monteiro, coordenador do grupo de colaboradores da Sociedade Ponto Verde, e normalmente até são eles que se aproximam primeiro a perguntar se as suas crianças podem entrar no jogo.

Paula Alves, funcionária do Centro Social e Paroquial Padre Ricardo Gameiro, na Cova da Piedade, considera esta ação muito engraçada e também bastante útil. "Acho muito importante este tipo de dinâmicas, porque sensibilizam as crianças para o tema do ambiente." Também o facto de ser uma atividade diferente do que já costumam fazer quando estão na praia a motivou a levar as crianças que lidera a brincar e a aprender nos tapetes coloridos.

Até hoje, já cerca de 600 crianças participaram ativamente no Recicla Mania, sendo que o objetivo da Sociedade Ponto Verde é ultrapassar as cinco mil crianças impactadas, sem contar com todas as pessoas que vão ser afetadas indiretamente. "Além disso, temos todos aqueles que se vão juntando à volta, que estão nas praias e que, não participando na atividade lúdica, também ficam interessados e sensibilizados para o tema da reciclagem", explica Ana Trigo Morais.

O Recicla Mania já teve tanta visibilidade que algumas câmaras municipais também perguntaram se poderão receber a iniciativa. "Nós tentaremos responder aos pedidos na medida do possível, pois isto tem toda uma logística e uma infraestrutura para montar, mas tanto este ano como para o próximo a Sociedade Ponto Verde continuará nas praias com os seus parceiros", afirma a CEO da empresa.

Esta atividade faz parte da estratégia na área de desenvolvimento de parcerias desta entidade para a cidadania ambiental, em conjunto com o Sistema Nacional de Educação. "É muito importante para nós estarmos alinhados com a política de educação para o ambiente em Portugal e para a cidadania ambiental", diz Ana Trigo Morais. Esta ação também está alinhada com as metas nacionais e europeias de até 2025 Portugal chegar a 65% de embalagens colocadas no mercado. Também o facto de o Radar da Reciclagem ter chegado à conclusão de que 40% dos portugueses ainda têm dúvidas sobre reciclagem levou a Sociedade Ponto Verde a fazer esta atividade, juntando-se a todas as outras que fazem ao longo do ano.

Durante toda a manhã, os tapetes da Sociedade Ponto Verde não deixaram de receber crianças com vontade de jogar ao Recicla Mania. Apenas à medida que se aproximava a hora de maior calor e de se irem embora, é que o fluxo de grupos começou a diminuir. Também a esta hora a maioria dos grupos já tinha passado pela tenda, refletindo o sucesso desta ação. A Sociedade Ponto Verde vai estar no resto das praias nacionais planeadas entre as 9h e as 12h.

sara.a.santos@dn.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG