12 milhões de mortes por doenças provocadas pelo ambiente

Organização Mundial de Saúde diz que os mais afetados são as crianças com menos de cinco anos e os adultos de entre 50 e 75. Conheça 10 factos relacionados com os riscos ambientais

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que em 2012 morreram 12 milhões de pessoas no mundo, resultado de viverem ou trabalharem em ambientes pouco saudáveis. Fatores de risco ambientais como ar, água, solo contaminado, exposição química, alterações climáticas e radiação ultravioleta contribuem para mais de 100 doenças, refere o relatório "Prevenção das doenças através de ambientes saudáveis: Uma avaliação global do peso das doenças provocadas por riscos ambientais", que está na segunda edição.

Os perigos ambientais têm maior impacto nas crianças abaixo dos cinco anos e nos adultos entre os 50 e os 75 anos. Segundo o relatório as diarreias e as infeções respiratórias afetam os mais novos, enquanto nos adultos são as doenças não comunicáveis. Com uma melhor gestão do meio ambiente poderiam ter sido prevenidas 1,7 milhões de mortes de crianças com menos de cinco anos e 4,9 milhões de mortes de adultos entre os 50 e os 75 anos.

"Um ambiente saudável sustenta uma população saudável. Se os países não fizerem nada para tornar o ambiente onde as pessoas vivem e trabalham mais saudáveis, milhões de pessoas continuaram a morrer demasiado jovens", disse Margaret Chan, diretora-geral da OMS. O relatório sugere a redução do uso de combustíveis fósseis, o aumento do acesso a energias de baixo carbono e políticas para zonas livres de tabaco para melhorar o meio ambiente.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG