Novo aumento de seis e dez euros nas pensões

Ao valor será deduzido o montante da atualização que ocorreu a 1 de janeiro de 2018. Medida abrange cerca de dois milhões de pessoas e entra em vigor a 1 de agosto

As pensões de valor igual ou inferior a 643,35 euros vão receber um novo aumento extraordinário, de acordo com uma nova proposta do Governo. Assim, a medida, ainda a ser trabalhada, indica um aumento de seis e de dez euros nas pensões dos reformados. A este valor, contudo, será deduzido o valor da atualização de 1 de janeiro de 2018.

A notícia é avançada pelo Correio da Manhã, que explica ainda que o aumento deverá entrar em vigor a 1 de agosto, vai abranger cerca de dois milhões de pensionistas quer no regime da Segurança Social, quer no da Caixa Geral de Aposentações, e terá um impacto de 34,5 milhões de euros entre agosto e o final deste ano. Nos 14 meses em que será aplicada no próximo ano, a medida terá um impacto financeiro de 87,8 milhões de euros.

Refere o mesmo jornal, citando a proposta do executivo de António Costa, que a medida visa "concluir a compensação pela perda do poder de compra causada pela suspensão, no período entre 2011 e 2015, do regime de atualização das pensões, iniciada em 2017, no sentido de aumentar os rendimentos dos pensionistas com pensões mais baixas".

A medida, que abrangerá as pensões de invalidez, velhice e sobrevivência do regime geral da Segurança Social e da Caixa Geral de Aposentações, tem dois pontos base na atualização das reformas. Quem recebe uma pensão atualizada, entre 2011 e 2015, tem um aumento de seis euros. Os pensionistas com reformas que não foram atualizadas no referido período vão receber mais dez euros. Isto

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.

Premium

Opinião

Angola, o renascimento de uma nação

A guerra do Kosovo foi das raras seguras para os jornalistas. Os do poder, os kosovares sérvios, não queriam acirrar ainda mais a má vontade insana que a outra Europa e a América tinham contra eles, e os rebeldes, os kosovares muçulmanos, viam nas notícias internacionais o seu abono de família. Um dia, 1998, 1999, não sei ao certo, eu e o fotógrafo Luís Vasconcelos íamos de carro por um vale ladeado, à direita, por colinas - de Mitrovica para Pec, perto da fronteira com o Montenegro. E foi então que vi a esteira de sucessivos fumos, adiantados a nós, numa estrada paralela que parecia haver nas colinas.