Marcelo, Costa e Rio reuniram consenso negativo nas redes sociais

Presidente da República, Primeiro-Ministro e líder da oposição afetados pelo escândalo Luanda Leaks e pela ausência de reação às polémicas declarações de André Ventura sobre Joacine

Marcelo Rebelo de Sousa, António Costa e Rui Rio reuniram consenso negativo nas redes sociais entre 24 e 30 de dezembro, indica o barómetro levado a cabo pelo MediaLab do ISCTE-IUL.

Presidente da República, Primeiro-ministro e líder da oposição receberam mais opiniões desfavoráveis do que favoráveis por diversas razões, mas com duas em comum: o escândalo Luanda Leaks e a ausência de reação às declarações do deputado André Ventura sobre Joacine Katar Moreira.

Quem recebeu opiniões mais desfavoráveis foi António Costa, na ordem dos 78%, mantendo assim um saldo amplamente negativo entre opiniões favoráveis e desfavoráveis. Acusado de ter cumplicidades com Isabel dos Santos e de representar uma classe política conivente, viu a popularidade ser-lhe afetada pelo caso Luanda Leaks mas também pelo Football Leaks, pelo facto de o denunciante Rui Pinto continuar preso.

Marcelo Rebelo de Sousa voltou esta semana a ter uma resultado muito negativo, com 64% de opiniões desfavoráveis, resultante de vários fatores: efeitos colaterais do caso Luanda Leaks, apelos relativos a Rui Pinto e o seu silêncio relativamente às declarações xenófobas do deputado André Ventura.

Também com salto negativo entre opiniões favoráveis e desfavoráveis ficou Rui Rio, embora o líder do PSD tenha tido apenas 36% de opiniões desfavoráveis - e 12% favoráveis e 52% neutras. Elogiado pelos seus tweets a propósito do IVA da eletricidade, recebeu críticas por deixar a ala direita à mercê do Chega e pelo seu silêncio nos casos das declarações de André Ventura e das revelações do Luanda Leaks.

De acordo com a nota metodológica, este barómetro monitoriza, agrega e contabiliza todos os posts publicados entre os dias 24 e 30 de Janeiro de 2020 nas redes sociais sobre o Presidente da República, o Primeiro Ministro e o líder da oposição. Para esta monitorização é utilizada uma query que pesquisa todos os conteúdos de texto que referem os nomes de Marcelo Rebelo de Sousa, António Costa e Rui Rio, nas redes Twitter, Facebook (páginas públicas dos principais media portugueses), Reddit, fóruns e blogues. Do universo de posts recolhidos, uma amostra é posteriormente treinada por pesquisadores para determinar o seu sentimento predominante, em três categorias: Favorável, Neutro e Desfavorável (para com o político em causa). De seguida um algoritmo de análise de sentimento, aplica o resultado desse treino e categorização ao universo de posts recolhidos. Tanto a recolha de dados como o seu treino e processamento é realizado usando a plataforma Forsight Brandwatch (ex-Crimson Hexagon).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG