Secretário-geral do PSD defende "trabalho meritório" e recondução da PGR

José Silvano diz que que a procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, "fez um trabalho meritório e quase consensualizado na opinião pública" e que, por isso, deve ser reconduzida.

"A título pessoal", o secretário-geral do PSD disse, em Castelo de Vide, não ver razões para a não recondução da PGR. José Silvano tomou esta posição pública, apesar de Rui Rio ainda não se ter pronunciado sobre o assunto. O líder do PSD continua a dizer que só quando a questão do mandato de Joana Marques Vidal, que termina em outubro, se colocar sobre a mesa do governo e do Presidente da República é que falará sobre o assunto.

José Silvano, que veio à Universidade de Verão (UV) do PSD para almoçar com os jovens que nela participam, mostrou-se convicto da vitória do PSD nas próximas eleições, apesar do baixo resultado do PSD na última sondagem divulgada na imprensa. "O resultado vai subir e o resultado eleitoral também", garantiu.

Rejeitou que a "tendência" de queda do PSD nos estudos de opinião faça Rui Rio mudar de estratégia. "Vai ter que a explicar e chegará o tempo das pessoas perceberem que é um líder diferente", argumentou o secretário-geral social-democrata. José Silvano também afastou qualquer possibilidade de aproximação ao CDS tendo em vista as eleições. "Neste momento, o PSD tem de se afirmar sozinho para conquistar eleitorado no centro-esquerda e entre os abstencionistas".

Durante o almoço, o dirigente nacional do PSD que é responsável pelas contas do partido, quis dar um sinal de grande apoio à Universidade de Verão do partido, depois de ter cortado despesas em várias frentes, entre as quais a Festa do Pontal. "Mesmo com um secretário-geral forreta, há uma coisa que é certa, para esta Universidade tinha que fazer tudo para que se realizasse e com o apoio financeiro da direção".

Isto porque, sublinhou José Silvano, a UV é reconhecidamente o melhor espaço de formação dos jovens nos partidos. E é por isso, que a direção de Rui Rio decidiu inscrevê-la nos renovados Estatutos do PSD, que serão aprovados no Conselho Nacional de dia 12. "Será uma prioridade a formação de novos quadros", disse.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.