Costa mostra obras de requalificação numa estrada com muita sinistralidade

O secretário-geral do PS esteve nas obras em curso no Itinerário Principal 3 (IP3), entre Coimbra e Viseu, que apresenta uma das mais elevadas taxas de sinistralidade e que deverá estar requalificada em abril de 2020.

"Esta obra no IP3 está prometida há muitos anos, mas foi sucessivamente adiada. Neste troço, só na última década, perderam aqui a vida 24 pessoas, com dezenas de pessoas gravemente feridas. Era prioritário começar esta obra e, felizmente, esta obra agora existe, está a andar e tem calendário para ser cumprido", declarou António Costa.

Durante a visita, que durou menos de uma hora, o líder socialista esteve acompanhado pelos cabeças de lista nos distritos de Coimbra (Marta Temido), de Viseu (João Azevedo) e de Aveiro (Pedro Nuno Santos), este último também ministro com a pasta das Infraestruturas no atual Governo.

As obras no IP3 começaram em maio passado e deverão terminar em abril do próximo ano, tendo um custo de cerca de 12 milhões de euros.

António Costa considerou depois que estas obras, além dos objetivos de segurança e do fator relevante de ligar Coimbra e Viseu, "são também muito importantes para a internacionalização da economia portuguesa".

Questionado sobre a confusão que pode gerar esta ação de campanha entre as funções de secretário-geral do PS e de primeiro-ministro, António Costa rejeitou qualquer mistura.

"Estou aqui manifestamente como candidato. Por isso é que os jornalistas estão cá para esclarecerem que estou cá como candidato e não como primeiro-ministro", respondeu.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG