Pedro Mourinho sai da SIC para a informação da TVI

A saída do pivot da SIC foi anunciada à redação na sexta-feira. Pedro Mourinho vai reforçar a direção de informação da estação de Queluz.

Pedro Mourinho, uma das caras da informação da SIC, está de saída da estação do grupo de Pinto Balsemão para a Direção de Informação da TVI, noticiou o Público e confirmou o Dinheiro Vivo junto a fontes conhecedoras do processo. O anúncio da saída do pivot foi feita na sexta-feira na redação e surge no mesmo dia em que a estação perdeu Cristina Ferreira para a estação de Queluz Cristina Ferreira.

Contactadas pelo Dinheiro Vivo a Media Capital e a SIC não comentam esta informação. Mas de acordo com fontes ouvidas pelo Dinheiro Vivo, o antigo pivot da SIC é uma das caras que será anunciada pela TVI quando for apresentada a nova estrutura da direção de informação da estação de Queluz, que, desde a saída de saída de Sérgio Figueiredo há uma semana, tem Pedro Pinto como diretor interino. O anúncio deverá ser feito, tudo indica, durante a próxima semana.

Mudanças na liderança do grupo. ERC analisa eventual papel de Mário Ferreira

A transferência de Pedro Mourinho - que segundo o Público deverá ocupar o cargo de subdiretor - é a mais recente das mudanças ocorridas na estrutura da TVI.

Depois da saída de Sérgio Figueiredo da direção de informação, o grupo Media Capital sofreu alterações na cúpula diretiva, com Luís Cabral a renunciar ao cargo de CEO, tendo sido substituído por Manuel Alves Monteiro. O agora CEO era desde abril administrador não executivo na Media Capital e considerado próximo do acionista Mário Ferreira, pois é vogal da Mystic River, empresa controlada pelo empresário. Nesse mesmo dia foi conhecido que Nuno Santos, até aí diretor de programas, iria assumir como diretor-geral da TVI.

Esta sexta-feira foi anunciado que Cristina Ferreira iria a partir de setembro assumir como diretora de ficção e entretenimento, depois de rescindir unilateralmente o contrato que a ligava até novembro de 2022 à SIC.

Mudanças de monta na estrutura de liderança que ERC admite estar a analisar, para averiguar o eventual envolvimento de Mário Ferreira, acionista com 30% do grupo.

"Tendo tomado conhecimento de mudanças relevantes na estrutura da TVI", o regulador "está a avaliar o âmbito das mesmas e eventual configuração de nova posição". "Em análise está a eventual alteração não autorizada de domínio, que envolve responsabilidade contraordenacional e pode dar origem à suspensão de licença ou responsabilidade criminal, tendo em conta o artigo 72.º da Lei da Televisão e dos Serviços Audiovisuais a Pedido", avisa a ERC em comunicado.

Ana Marcela é jornalisa do Dinheiro Vivo

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG