Mulher trancada, sem comida e obrigada a ter relações sexuais

Homem de 38 anos foi detido por suspeita de violência doméstica e ficou em prisão preventiva.

Ficava trancada sem comida e sem dinheiro enquanto o marido ia trabalhar. Depois, quando ele voltava, obrigava-a a cozinhar, a fazer-lhe companhia enquanto ele comia e a ter relações sexuais contra a vontade dela, até que foi apanhado pela polícia. O agressor, um homem de 38 anos de idade, foi detido pela PSP de Sintra por suspeita de violência doméstica sobre a sua companheira.

"O detido é suspeito de, com uma frequência quase diária, sair para trabalhar, deixando a vítima fechada em casa sem dinheiro e sem alimentos, levando a chave consigo e de quando chegava a casa obrigava a vítima a confecionar os alimentos para ele, e ordenava-lhe que se sentasse a seu lado, mas não a deixava comer. É ainda suspeito de obrigar a vítima a dormir num colchão, no chão, sem cobertor e, sob ameaça com arma branca, forçá-la a manter consigo relações sexuais", segundo descreve a PSP, em comunicado.

Os atos eram cometidos "a coberto de um sentimento de impunidade, uma vez que os factos aconteciam no interior da residência comum", prossegue a polícia.

O homem foi apresentado ao Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa Oeste, Núcleo de Sintra, para primeiro Interrogatório Judicial, tendo ficado em prisão preventiva.

Exclusivos