Isabel Camarinha é a candidata a secretária-geral da CGTP

A presidente do Sindicato do Comércio e Serviços de Portugal irá suceder a Arménio Carlos à frente da CGTP

A presidente do Sindicato do Comércio e Serviços de Portugal (CESP), Isabel Camarinha, vai ser a candidata a secretária-geral da CGTP, a eleger no congresso que se realiza na sexta-feira e no sábado, no Seixal, foi decidido esta segunda-feira.

Após oito anos à frente da CGTP, Arménio Carlos deixa o cargo este fim de semana e a sucessão será, assim, histórica, já que pela primeira vez uma mulher se prepara para ser a líder da Intersindical.

De acordo com uma fonte sindical, a proposta de candidatura de Isabel Camarinha foi apresentada na reunião desta segunda-feira da comissão executiva da Intersindical e apenas contou com a abstenção dos cinco elementos da corrente sindical socialista.

Os restantes membros da comissão executiva, composta por um total de 29 sindicalistas, votaram favoravelmente a candidatura.

Isabel Camarinha tem 59 anos e, por isso, só poderá fazer um mandato como secretária-geral da CGTP.

É presidente do CESP há quatro anos e coordenadora da Federação dos Sindicatos do Comércio e Serviços de Portugal. Tem liderado várias ações de protesto nos supermercados e grandes superfícies comerciais. Entre as suas lutas mais visíveis está o encerramento das grandes superfícies ao domingo.

Integra a Comissão Executiva da Intersindical há quatro anos, por inerência de funções.

Militante do PCP, foi candidata (não eleita) por Lisboa nas listas da CDU nas últimas eleições legislativas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG