GNR apreende quatro toneladas de sardinha em Sesimbra

Apreensão tem um valor de mercado de 24 mil euros.

Quatro toneladas de sardinha, com um valor estimado de 24 mil euros, foram apreendidas na sexta-feira numa embarcação em Sesimbra, anunciou este sábado a Guarda Nacional Republicana (GNR).

No âmbito de uma fiscalização dirigida às atividades de pesca, os militares detetaram uma embarcação que transportava quatro toneladas de sardinha, ultrapassando o limite diário de captura admissível para esta espécie, nomeadamente 3,188 toneladas, refere a GNR em comunicado.

Na sequência da operação, foi identificado o mestre da embarcação, um homem de 57 anos, e elaborado o respetivo auto de contraordenação, cuja coima pode atingir 37.500 euros.

"O pescado excedente apreendido foi entregue em lota, para sujeição ao primeiro regime de venda", refere a GNR, adiantando que a operação foi realizada pela Unidade de Controlo Costeiro, através do Subdestacamento Controlo Costeiro de Setúbal.

A sardinha apreendida "sardina pilchardus" "é um recurso de interesse estratégico para a pesca portuguesa, para a indústria conserveira e para as exportações de produtos da pesca e do mar, assumindo uma particular relevância em termos socioeconómicos em várias comunidades piscatórias", sublinha.

O seu recurso deve ser explorado de modo "a garantir, a longo prazo, a sustentabilidade ambiental, económica e social da pescaria, dentro de uma abordagem de precaução, definida com base nos dados científicos disponíveis, procurando-se simultaneamente assegurar os rendimentos da pesca aos seus profissionais", acrescenta a GNR.

Exclusivos

Premium

Líderes europeus

As divisões da Europa 30 anos após o fim da Cortina de Ferro

Angela Merkel reuniu-se com Viktor Orbán, Emmanuel Macron com Vladimir Putin. Nos próximos dias, um e outro receberão Boris Johnson. E Matteo Salvini tenta assalto ao poder, enquanto alimenta a crise do navio da ONG Open Arms, com 107 migrantes a bordo, com a Espanha de Pedro Sánchez. No meio disto tudo prepara-se a cimeira do G7 em Biarritz. E assinala-se os 30 anos do princípio do fim da Cortina de Ferro.