Avião em que Marcelo viajou para o Príncipe teve avaria

Dois aviões foram enviados para a ilha do Príncipe para substituir o Falcon que teve um problema no trem de aterragem. Marcelo seguiu para Cabo Verde.

Dois aviões da Força Aérea Portuguesa -- um C-130 e um Falcon -- foram enviados para a ilha do Príncipe, após uma avaria do aparelho em que viajou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse à Lusa fonte diplomática.

O chefe de Estado português chegou ao Príncipe (São Tomé e Príncipe) na terça-feira, a bordo de um Falcon, naquele que foi o primeiro voo a aterrar no aeroporto local já de noite.

No entanto, este avião sofreu um problema técnico no trem de aterragem, pelo que foi enviado um outro Falcon para o Presidente sair do Príncipe na quarta-feira ao final da manhã, como previsto, indicou a mesma fonte.

Marcelo Rebelo de Sousa seguiu para Cabo Verde e regressa hoje a Portugal.

Entretanto, chegou esta manhã ao aeroporto do Príncipe um avião C-130, que transportava mecânicos e peças. Este aparelho regressa a Portugal esta sexta-feira.

Hoje ao final da manhã, militares portugueses procediam à reparação do Falcon, despertando a atenção de populares, que se concentravam junto às grades no exterior do aeroporto a observar a operação.

Marcelo Rebelo de Sousa deslocou-se à ilha do Príncipe para participar nas comemorações do centenário da comprovação da Teoria da Relatividade Geral, do físico alemão Albert Einstein, que ocorreu durante a observação de um eclipse solar total no dia 29 de maio de 1919.

Exclusivos