Auchan nega acusação da Concorrência de concertação de preços

Autoridade da Concorrência acusou Auchan, Modelo Continente, Pingo Doce, Lidl, Intermarché e Leclerc de concertarem preços das bebidas, lesando os clientes.

O grupo retalhista Auchan negou este sábado a acusação da Autoridade da Concorrência (AdC) de concertar preços de venda ao público, prejudicando assim o consumidor.

A AdC anunciou ter concluído investigações com indícios de que Auchan, Modelo Continente e Pingo Doce "utilizaram o relacionamento comercial" com os fornecedores Sumol+Compal e Sogrape "para alinharem os preços" dos principais produtos daqueles.

"Confirmamos que fomos notificados sobre o processo em questão, que está a ser analisado, sendo que iremos naturalmente apresentar a nossa contestação, pois as nossas práticas não configuram os atos imputados", afirma o grupo retalhista numa nota à Lusa.

O grupo acrescenta que, na Auchan "são assegurados internamente todos os processos de controlo" a fim de evitar qualquer tipo de prática semelhante à da concertação de preços.

A acusação da AdC, agora divulgada, de concertação de preços durante vários anos em prejuízo dos consumidores, envolve um total de seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, envolvendo ainda a cadeia de distribuição Lidl e as cadeias Intermarché e E-Leclerc, distribuidores com grande peso no mercado da distribuição em Portugal.

A AdC diz que os comportamentos investigados "duraram vários anos", tendo-se desenvolvido entre 2002 e 2017, no caso da Sumol+Compal, e entre 2006 e 2017, no caso da Sogrape.

"A confirmar-se, a conduta em causa é muito grave", disse hoje a AdC em comunicado, precisando tratar-se de um novo caso em que os distribuidores recorrem a contactos bilaterais com o fornecedor para promover ou garantir, através deste, que "todos praticam o mesmo preço" de venda ao público no mercado retalhista.

A acusação surgiu cerca de uma semana depois de a AdC ter acusado, também de concertação de preços, três grupos de distribuição alimentar (Modelo Continente, Pingo Doce e Auchan) e o fornecedor de bolos, pães pré-embalados e substitutos do pão Bimbo Donuts, depois de encontrar indícios de utilizarem o relacionamento comercial com o fornecedor Bimbo Donuts para alinharem os preços de venda ao público.

Habitualmente num cartel, os distribuidores, não comunicando diretamente entre si, recorrem a contactos bilaterais com o fornecedor para promover ou garantir, através deste, que todos praticam o mesmo preço de venda ao público no mercado retalhista, uma prática que a terminologia de concorrência designa por 'hub-and-spoke'.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG