Atearam fogo em oficina para receber seguro. Um morreu e três foram detidos

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem e duas mulheres alegadamente envolvidos num incêndio de "origem dolosa" numa oficina de motos, em Arcos de Valdevez, que resultou na morte de um jovem "interveniente" na deflagração daquele fogo.

A PJ de Braga informa que os três detidos, um homem, de 41 anos, e duas mulheres, de 24 e 27 anos, são suspeitos da prática "dos crimes de incêndio em edifício, homicídio qualificado na forma tentada e burla relativa a seguros qualificada, igualmente na forma tentada".

Segundo diz em comunicado a PJ, "o incêndio foi determinado pela intenção de obter a indemnização de uma seguradora, no seguimento de um plano previamente gizado pelos arguidos".

O incêndio "provocou a morte de um homem com 25 anos, interveniente na deflagração com recurso a produto inflamável".

A detenção dos três suspeitos ocorreu na terça-feira, "após apuradas diligências de investigação".

O incêndio ocorreu na madrugada de 04 de janeiro, numa oficina de venda e reparação de motociclos situada no rés-do-chão de uma moradia, em Arcos de Valdevez, no distrito de Viana do Castelo.

No piso superior da habitação, "residia como inquilino, um homem com 67 anos".

Os detidos vão ser presente às autoridades judiciárias competentes, para primeiro interrogatório e aplicação de medidas de coação.

Na altura, contactada pela Lusa, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo adiantou que as chamas "destruíram por completo a oficina sendo que uma pessoa, que habitava naquela residência, foi realojada em casa de familiares".

A fonte do CDOS acrescentou que "o corpo do homem foi encontrado pelos bombeiros no interior da oficina, e que a Polícia Judiciária foi chamada ao local".

O incêndio na Moto Racing 21, freguesia de Parada, junto à Estrada Nacional (EN) 101, em Arcos de Valdevez, deflagrou cerca das 02:31, tendo sido dado como extinto às 06:30.

Ao local compareceram mais de 30 operacionais e 11 viaturas dos Bombeiros de Arcos de Valdevez, Ponte da Barca e Monção, a ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Arcos de Valdevez e a GNR.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG