Todos os chefes de poderes no Brasil têm ou tiveram covid-19

Na tomada de posse de Luix Fux, novo presidente do Supremo, o próprio juiz e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, contraíram o vírus. Juntam-se a Bolsonaro, ao titular do Senado e a um sem fim de autoridades contaminadas

"O presidente Rodrigo Maia testou positivo para o Covid-19 nesta quarta-feira. Ele manifestou sintomas brandos da doença e está se tratando na residência oficial da Câmara dos Deputados, onde seguirá em isolamento respeitando as recomendações médicas".

Com esta nota oficial da presidência da cãmara baixa do parlamento brasileiro se fechou o ciclo: todos os chefes de poderes públicos no Brasil estão ou estiveram contaminados pelo novo coronavírus.

Ainda em março, no início da pandemia, Davi Alcolumbre, o presidente do Senado, anunciou ter a doença. Já em julho, foi a vez de Jair Bolsonaro, presidente da República.

Dois dias antes do anúncio de Maia, entretanto, o juiz Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), divulgou que testara positivo para o Covid-19. Fux tomara posse na quinta-feira anterior, numa cerimónia para a qual fez questão da presença física de todas as autoridades a que tinha direito, de acordo com informações da coluna de Carolina Brígido, jornalista da revista Época.

Resultado: além de Maia e Fux, também foram infectados a presidente do Tribunal Superior do Trabalho e dois juízes do Supremo Tribunal de Justiça.

A primeira onda de conaminados na política surgiu após viagem oficial de Bolsonaro aos estados Unidos - mais de 20 dos membros da comitiva acusaram positivo a exames à doença.

De resto, a primeira-dama Michelle Bolsonaro e oito dos ministros do governo também foram infectados. E aproxidamente metade dos governadores estaduais, 13 de 27, anunciaram estar com a doença.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG