Merkel volta a tremer em público, mas diz que regista progressos

A primeira vez que aconteceu foi a 18 de junho, na receção ao presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, tendo alegado que tinha sofrido um golpe de calor. A segunda vez foi a 27 de junho, num evento com o presidente alemão Frank-Walter Steinmeier.

A chanceler alemã, Angela Merkel, voltou a ser vista em público a tremer, durante a visita do primeiro-ministro finlandês, Antti Rinne, segundo as imagens do evento. É a terceira vez no espaço de um mês que Merkel treme em público.

O corpo de Merkel, de 64 anos, tremeu enquanto estava no exterior, ao lado de Rinne, a assistir às honras militares para assinalar a visita do líder finlandês.

A primeira vez que tal aconteceu foi a 18 de junho, na receção ao presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, tendo sido alegado na altura que tinha sofrido um golpe de calor. A segunda vez foi a 27 de junho, num evento com o presidente alemão Frank-Walter Steinmeier. O porta-voz de Merkel garantiu sempre nas outras ocasiões e novamente agora que ela estava "bem".

No final do encontro com o homólogo finlandês, Angela Merkel, a uma semana de comemorar o 65.º aniversário, disse sentir-se "muito bem". "Disse recentemente que estou a ultrapassar o que aconteceu durante as honras militares com o presidente Zelenskiy. Este processo ainda não está terminado, mas há progressos e devo viver com isso por um tempo, mas estou muito bem e não precisam se preocupar comigo", acrescentou. "Acredito que, tal como aconteceu um dia, também vai desaparecer. De resto, estou convencida de que consigo [fazer o meu trabalho]", concluiu.

"Uma vez pode atribuir-se ao cansaço e à exaustão dos dias. Mas à segunda vez, num curto espaço de tempo, já é motivo de preocupação", disse o presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, o médico Rui Nogueira, em entrevista ao DN depois do segundo evento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG