Quando uma festa de aniversário custa 23 milhões de euros isso é... excêntrico?

Multimilionária libanesa não se viu impedida pela pandemia de comemorar o 40º aniversário e fez uma festa virtual que juntou gente em todo o mundo. Só a capa que vestiu custou 20 milhões. Restaram ainda três milhões para outros luxos

Quando se tem muito dinheiro, não há pandemia que cause constrangimentos e impeça a comemoração de um aniversário luxuoso. Mesmo que uns convidados estejam espalhados por diversas cidades do mundo e a milhares de quilómetros da aniversariante. Foi o que fez a multimilionária libanesa que não abdicou de celebrar a chegada aos 40 e escolheu uma mansão em Mijas, Málaga, Espanha - ao todo, diz o jornal ABC, foram gastos 23 milhões de euros nesta festa virtual.

Em tempos de crise económica, e quando pode ser considerado quase pornográfico gastar tanto dinheiro numa festa de aniversário, a identidade da multimilionária continua desconhecida. Sabe-se que a capa que a designer Debbie Wingham criou expressamente para que vestisse em tão especial ocasião está avaliada em 20 milhões de euros.

Na mansão de Mijas, a aniversariante esteve acompanhada por dez familiares, já que as restrições por causa da covid-19 impediram que reunisse mais convidados. Mas a festa acabaria por "juntar" 150 pessoas que celebraram ao mesmo tempo, através de videoconferências, em 20 minifestas por todo do mundo - Londres, Los Angeles, Hong Kong, Kuwait e Qatar, três no Dubai, Paris Tóquio e Moscovo são algumas das cidades.

E para que parecesse que estavam em casa da aniversariante, esta encarregou-se de pagar o catering e a desinfeção dos espaços depois de terminadas as festas. Ainda se preocupou em presentear os seus convidados com um kit avaliado em 3 000 euros - entre outros itens de luxo, havia um rolo de lápis Louis Vuitton de mil euros e uma máscara de couro da mesma marca, uma garrafa de champanhe Armand De Brignac (450 euros), caviar e até cremes com partículas de ouro.

A aniversariante também não se esqueceu de quem celebrou com ela in loco. Quem esteve na mansão espanhola recebeu uma máscara para estar protegido durante a festa, mas a que poderão depois dar outro uso. A "particularidade" desta máscara é que foi decorada com uma pulseira de diamantes avaliada em 65 mil euros.

I have always had a love affair with middle eastern influences from a young age I would watch movies and documentaries about ancient Egypt and it must have started then. I consider Dubai my second home and have created many abayas in my time and many abaya inspired pieces. This is a combo of a cape meets an abaya and the print created by @garyjamesmcqueenofficial was such a work of art, I wanted to use as little seams as possible so the cape became a canvas for the print created by a true artist #gmcqueen the cape was paired with a pair of @Graysey jeans, bringing a contemporary twist to the look. The jeans featured the print of the WME cape but what really makes these jeans or jeaks as they are known what makes them so special is they contour the body, giving the silouhette a slimmer look and they are crazy comfy, think sweat pants comfy. Check them out, limited edition prints a colab with G Mcqueen X Graysey #middleeasterinspired #abaya #abayainspired #gmcqueen #jeaks #designer #hautecouture . . . . Video by @ambientphotographymarbella

Uma publicação partilhada por Debbie wingham (@debbie_wingham) a

Quantos diamantes leva uma capa?

Uma festa desta envergadura exigia um outfit de alto nível. E foi isso que aconteceu. A multimilionária libanesa encomendou à designer britânica Debbie Wingham - uma das mais bem pagas do mundo - uma capa moderna de 20 milhões de euros, inspirada numa abaya do Médio Oriente.

É caso para o comum dos mortais se questionar como pode uma peça de roupa custar esta fortuna. A resposta é simples: basta estar cravejada com 15 diamantes vermelhos raros que variam de um e meio a quatro quilates, 20 diamantes negros de três quilates, 10 diamantes brancos de três quilates, um azul e seis amarelos. E para que os espaços sejam preenchidos, foram costuradas mil pérolas de água doce.

Para que não faltasse mesmo nada neste look hiper luxuoso, a aniversariante usou uma viseira de proteção transparente adornada com um colar personalizado Bulgari avaliado em 250 mil euros. Com todas as medidas de segurança que a lei estabelece, diz o ABC, este tornou-se o primeiro aniversário com distância social mais caro do mundo. Parece que os 23 milhões gastos na festa não deixam margem para dúvidas.

Festas privadas em Ibiza custam 40 mil euros

E lembra que a pandemia aguçou o engenho das empresas que satisfazem os desejos dos ricos, a quem a crise sanitária e económica não trava as excentricidades, dando como exemplo as festas privadas realizadas neste verão em Ibiza que custavam 40 mil euros - o valor inclui luzes e som de alta qualidade, segurança privada e alguns dos DJ mais populares da ilha, como Andrea Oliva, Agoria, Bob Sinclair ou Martin Solveig.

O jornal espanhol diz ainda que parece haver alguma competição entre os ricos para ver quem, mesmo antes da pandemia, surpreende e gasta mais nas suas festas. Recorda, a propósito, o 40º aniversário de Paula Echevarría, a atriz e influencer que conseguiu que várias marcas patrocinassem a sua impressionante festa que se realizou em Madrid, com centenas de convidados.

Ou a da modelo Eugenia Silva que também festejou os 40 anos no Museu de Traje numa festa organizada pela revista Elle. Ou a festa organizada pela influencer Chiara Ferragni para o seu marido Fedez que se realizou num supermercado fechado para o efeito. Ou ainda a de Miley Cyrus que, para assinalar os 22 anos, decorou um espaço em Hollywood com brinquedos sexuais e um touro mecânico.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG