Pentágono divulga três vídeos de encontros com OVNIs

Departamento de Defesa dos Estados Unidos desclassificou agora os vídeos, num esforço para "acabar com qualquer equívoco" relativamente à sua veracidade.

Objeto Voador Não Identificado - OVNI. Quando ouvimos a palavra, é quase inevitável pensar em homenzinhos verdes, com antenas, que tentam invadir a terra com intenções mais ou menos amigáveis. Mas um OVNI pode ser simplesmente isso - um objeto voador que não foi identificado.

É pelo menos isso que o Pentágono quer que acreditemos estar a ver nos três vídeos que agora divulgou. As imagens já tinham vindo a público após uma fuga de informação, mas o Departamento de Defesa dos Estados Unidos desclassificou agora os vídeos, num esforço para "acabar com qualquer equívoco" relativamente à sua veracidade.

Nas imagens cheias de grão pode ver-se o que parece ser o encontro entre pilotos da marinha norte-americana e objetos voadores não identificados num "fenómeno aéreo inexplicado", como o descreveu o Pentágono.

O Departamento da Defesa explicou ter optado por desclassificar as imagens para evitar especulações sobre a veracidade dos vídeos que já andavam a circular na Internet e para evitar que se pensem "poder haver mais aqui" do que aquilo que se vê.

Depois de uma análise apurada, o Pentágono concluiu que os vídeos não revelam nenhuma informação delicada nem mostram sistemas ou infraestruturas secretas, além de não exigirem qualquer investigação a eventuais incursões no espaço aéreo norte-americano por parte de "fenómenos aéreos não identificados", pode ler-se num comunicado.

Estas são imagens que já tinham sido divulgadas, primeiro em 2007 e depois em 2017, admitiu o Pentágono, admitindo que o fenómeno aéreo presente nos vídeos continua "não identificado". Publicados há três anos pelo The New York Times, dois dos vídeos foram feitos durante voos de treino dos pilotos da marinha americana em 2004 e 2015. O terceiro vídeo fora divulgado pela organização científica To the Stars Academy of Arts and Science Group.

O vídeo de 2004 foi feito sobre o Pacífico e mostra o momento em que dois pilotos da marinha são confrontados com um objeto alongado que voa pouco acima do nível da água, antes de se afastar rapidamente. Na altura, um dos pilotos, o comandante David Fravor, admitiu ao The New York Times: "Acelerou como nunca tinha visto nada fazer". Nas imagens feitas em 2015 pdoem ver-se vários objetos no céu, com um deles a parecer rodopiar. "Olha para isto, meu! Está a rodopiar!", exclama um dos pilotos.

Com ordens para divulgar todos os encontros com OVNI, a Marinha dos EUA veio assim dar nova legitimidade às teorias da conspiração sobre encontros entre humanos e extraterrestres.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG