"O Espírito da Rosa": porque é que este diamante pode valer 30 milhões de euros?

Sotheby's leiloa diamante rosa de 14,83 quilates a 11 de novembro.

Chama-se "O Espírito da Rosa", tem 14,83 quilates e uma classificação IIA, quimicamente o mais puro de todos os cristais de diamante. A casa de leilões Sotheby's calcula que a sua venda poderá ir até aos 20 ou 30 milhões de euros. O requintado diamante rosa - denominado como "fancy vivid purple-pink" - será leiloado a 11 de novembro.

A peça foi extraída como diamante em bruto de uma das jazidas que a empresa russa Alrosa explora na república de Sajá-Yakutia, na Sibéria. Depois, foi polido e cortado durante um ano até à sua forma oval atual.

Se os diamantes brancos são os mais conhecidos, os diamantes rosa são os mais valiosos. "Apenas 1% de todos os diamantes rosa são maiores que 10 quilates e apenas 4% de todos os diamantes rosa são classificados como 'vívido extravagante' e exibem uma cor rica e viva", explica Gary Schuler, presidente mundial da divisão de joias da Sotheby's, justificando a razão pela qual esta pedra é tão valiosa.

Antes de chegar a Genebra, cidade onde será leiloada, a joia será exposta em diversos locais como Hong Kong, Singapura e Taipei.

Apesar do elevado valor que se espera atingir, este diamante rosa não será o mais caro alguma vez vendido em leilão, título ainda detido pelo CTF Pink Star, um diamante rosa de 59,60 quilates que foi vendido pela Sotheby's em Hong Kong, em 2017, pelo valor de 71,2 milhões de dólares.

Por serem tão raros, os diamantes desta tonalidade representam cinco dos dez mais valiosos já vendidos em leilão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG