Mundo
10 dezembro 2020 às 09h03

Mais de 2.650 jornalistas mortos nos últimos 30 anos, 42 em 2020

Mais de metade dos jornalistas foram mortos nos "10 lugares mais perigosos de países que sofreram violência de guerra, crime e corrupção, bem como uma catastrófica quebra da lei e ordem", refere o Livro Branco.

/img/placeholders/redacao-dn.png
Lusa
/img/placeholders/redacao-dn.png
Lusa