Cinco idosos de um lar em França morrem após alegada intoxicação alimentar

Cinco moradores de uma casa de repouso no sudoeste da França morreram na noite de domingo, alegadamente após uma intoxicação alimentar, revelou hoje a prefeitura do departamento de Haute-Garonne.

Quatro mulheres e um homem com idades entre os 76 e os 95 anos foram vítimas mortais de uma intoxicação alimentar. "Vinte e dois moradores das instalações residenciais para idosos dependentes La Chêneraie, em Lherm, terão sido vítimas de uma intoxicação alimentar na noite de 31 de março, após o jantar", anunciou a prefeitura, em comunicado, tendo acrescentado que outras 15 pessoas estão em estado de "urgência relativa".

As investigações já estão "em andamento para determinar a origem da alegada intoxicação alimentar" neste estabelecimento, localizado a cerca de 30 quilómetros a sudoeste de Toulouse, segundo a prefeitura.

"Os restos da refeição foram apreendidos e guardados" para serem analisadas, acrescentou a Agência Regional de Saúde (ARS), em comunicado. A ARS começou as primeiras investigações na noite de domingo. "Continuarão nesta segunda-feira [hoje], com base num questionário de alimentos que será feito aos moradores" daquela unidade para idosos.

"Nós suspeitamos de uma intoxicação alimentar (...) As análises começarão o mais tardar na segunda-feira de manhã", disse a vice-prefeita Marie-Paule Demiguel no canal BFMTV.

As equipas de socorro deslocaram-se de imediato ao local. Foi criado um centro de acolhimento para as famílias e será criada uma célula de emergência médico-psicológica, de acordo com os serviços do Estado.

A vice-prefeita e um representante do Ministério Público também se deslocaram ao local.

Inaugurada em 2006, esta instalação privada acolhe 82 moradores, de acordo com a ARS.

Exclusivos