Bebé de Meghan e Harry nasce em abril. E o sexo é uma surpresa

Duquesa de Sussex fez a revelação em conversa com a multidão que a aguardava numa visita a Birkenhead, próximo de Liverpool.

Apesar de o Palácio de Kensington só ter dito que os duques de Sussex seriam pais "na primavera de 2019", Meghan Markle revelou esta manhã durante uma visita a Birkenhead que está grávida de seis meses e que o parto deverá ser em abril. Além disso, numa conversa com membros da multidão que a esperavam, assim como ao príncipe Harry, revelou que o casal não sabe se vai ser um rapaz ou uma rapariga, porque querem que seja "uma surpresa".

Meghan, de 37 anos, casou com o príncipe Harry, de 34 anos, a 19 de maio de 2018 em Windsor. O anúncio da gravidez foi feito a 15 de outubro.

"Para aqueles que querem saber destas coisas: a Meghan disse a uma senhora na multidão que está grávida de seis meses e a outra mulher que o parto deve ser perto de abril", escreveu no Twitter Chris Ship, correspondente real da ITV, que acompanha o casal real na visita a esta localidade próxima de Liverpool (durante a qual receberam vários presentes para o bebé).

Os apoiantes da monarquia britânica têm especulado em relação à data do parto por causa da barriga de Meghan, acreditando que ou o bebé nasceria em março ou os duques estão à espera de gémeos.

Segundo o Daily Mail, a duquesa terá também dito a alguém da multidão que o casal não sabe se vai ter um menino ou uma menina porque querem que seja "uma surpresa".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.