Barry deverá chegar a terra no Louisiana com a força de um furacão

Último alerta do Centro Nacional de Furacões dá conta que esta tempestade deve ser o primeiro furacão da época no Atlântico.

A tempestade tropical Barry está no Golfo do México e tem potencial para ser uma das mais chuvosas que o Louisiana, nos EUA, alguma vez viu, tendo já sido declarado o estado de emergência. O Centro Nacional de Furacões, no seu último alerta, diz que deve ser um furacão de categoria 1 quando chegar a terra, este sábado.

Com o constante fortalecimento da tempestade previsto para o início da manhã de sábado perto de Morgan City, cerca de três mil soldados da Guarda Nacional, juntamente com outras equipas de resgate, foram colocados em redor do Louisiana, com vários meios ao seu dispor.

As autoridades admitem que a tempestade pode tornar-se o primeiro furacão da época no Atlântico.

"Isto está a acontecer e as janelas de preparação estão a encolher. É poderoso, está cada vez mais forte e a água será um grande problema", disse Ken Graham, diretor do Centro Nacional de Furacões.

Meteorologistas disseram que a tempestade Barry, que se desloca devagar, pode descarregar entre 25 a 50 centímetros de chuva até o domingo numa faixa do Louisiana que inclui Nova Orleães e Baton Rouge, bem como o sudoeste do Mississippi, com zonas que podem chegar aos 63 centímetros de chuva.

"Ninguém deve levar essa tempestade de ânimo leve só porque deve ser um categoria 1 quando chegar ao continente. O perigo real nesta tempestade nunca foi sobre o vento, foi sempre sobre a chuva", disse o governador da Louisiana, John Bel Edwards

O presidente dos EUA, Donald Trump, aprovou na noite de quinta-feira a declaração do estado de emergência no estado de Louisiana, no sudeste do país, devido ao Barry.

A declaração autoriza o Departamento de Segurança Interna e a Agência Federal de Gestão de Emergências (FEMA, na sigla inglesa) a coordenarem as operações no terreno.

Para os próximos dias, preveem-se inundações em áreas próximas à costa devido à subida do nível do mar, às fortes ondas e às chuvas intensas.

Exclusivos