Espanha ultrapassa o meio milhão de infetados

Madrid continua a ser a comunidade autónoma com o maior número de casos, tendo registado até agora 146 341 de infetados, mais de um quarto do total nacional.

Espanha registou desde sexta-feira 26 560 novos casos de covid-19, o que faz subir o número total de infetados para 525 549, segundo números divulgados nesta segunda-feira pelo Ministério da Saúde espanhol.

O país tem ainda mais 98 mortos devido à doença notificados durante o fim de semana, aumentando o total de óbitos para 29 516.

Madrid continua a ser a comunidade autónoma com o maior número de casos, com 146 341 infetados até hoje, mais de um quarto do total nacional.

Deram entrada nos hospitais com a doença nas últimas 24 horas 824 pessoas, das quais 221 em Madrid, 113 na Andaluzia e 90 na Catalunha.

Madrid com novas restrições

Por outro lado, tiveram alta do hospital 399 pessoas com o novo coronavírus, o que significa que o número de internados está a aumentar, estando hospitalizadas 7892 pessoas em todo o país, dos quais 1034 estão em unidades de cuidados intensivos.

O aumento de casos fez que o governo regional de Madrid decidisse endurecer as medidas de luta contra a propagação da covid-19, limitando a partir desta segunda-feira a um máximo de dez pessoas as reuniões em espaços públicos e privados.

Outras medidas estipulam que a afluência vai diminuir de 75% para 60% nos casamentos, bem como nos locais de culto e cemitérios.

Nas festas de casamento, passa a ser proibido dançar ou comer de pé, as vigílias ao ar livre terão um máximo de 50 participantes e as em lugares fechados 25, e nos funerais e crematórios será permitido um máximo de 50 pessoas.

Espanha espera receber três milhões de vacinas em dezembro

O ministro da Saúde espanhol, Salvador Illa, avançou nesta segunda-feira que o país poderia receber em dezembro próximo três milhões de doses da vacina contra a covid-19 em que a Universidade de Oxford está a trabalhar, desde que esta supere todos os testes clínicos que estão a ser realizados.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 889 mil mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 1843 em Portugal.

Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se no Reino Unido (41 551 mortos, mais de 347 mil casos), seguindo-se Itália (35 553 mortos, mais de 278 mil casos), França (30 724 mortos, mais de 324 mil casos) e Espanha (29 516 mortos, mais de 525 mil).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG