DGS do Canadá recomenda o uso de máscara durante o sexo. E nada de beijos

A responsável pela saúde pública do Canadá apelou ao uso de máscaras durante as relações sexuais, sobretudo em casais que não vivem juntos ou em que um dos parceiros corra maior risco perante a covid-19.

A diretora de saúde pública do Canadá pediu nesta quarta-feira que os casais usem máscaras durante as relações sexuais para evitar a propagação do novo coronavírus. E, acrescentou, devem evitar os beijos.

"O sexo pode ser complicado na época da covid-19, especialmente para aqueles sem um parceiro íntimo na sua casa ou cujo parceiro sexual está em maior risco para a covid-19", disse Theresa Tam em comunicado.

"A atividade sexual de menor risco durante a covid-19 envolve apenas a si só", acrescentou.

Mas aqueles que fazem sexo com um parceiro que está em risco ou de fora de casa devem "deixar de beijar e evitar contacto ou proximidade cara a cara [e] considerar o uso de uma máscara que cubra o nariz e a boca".

Tam disse que as pessoas também devem limitar o consumo de álcool ou "outras substâncias para que, com o seu(s) parceiro(s), possam tomar decisões seguras".

A responsável observou que há uma "probabilidade muito baixa" de transmissão do novo coronavírus através do sémen ou de fluidos vaginais. Mas pediu o uso de preservativo.

O número de casos de covid-19 no Canadá aumentou nesta quarta-feira para 129 705, incluindo 9171 mortes. Quase 90 por cento das pessoas que adoeceram recuperaram.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG