Casa Branca troca cimeira ao vivo do G-7 por videoconferência

A Casa Branca anulou na quinta-feira a reunião ao vivo dos dirigentes do designado Grupo dos 7 (G7), prevista para Camp David, devido à epidemia do novo coronavírus, anunciou esta sexta-feira fonte da presidência norte-americana.

"A cimeira dos dirigentes do G-7, que os EUA deveriam acolher em junho, em Camp David, vai ser feita por videoconferência", informou Judd Deere, porta-voz do Governo de Washington.

A Casa Branca adiantou que, para alcançar uma "coordenação estreita" entre os sete Estados, vão realizar-se outras reuniões em videoconferência e abril e maio.

O G7 é integrado por Alemanha, Canadá, EUA, França, Itália, Japão e Reino Unido.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 235 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 9.800 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 86.600 recuperaram da doença.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se já por 177 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG