Furacão Laura. EUA ordenam a 500 mil pessoas que deixem as suas casas

A ordem abrange as cidades de Beaumont, Galveston e Port Arthur, com um total de 385 mil habitantes, no estado do Texas, e Calcasieu, no estado do Luisiana, com cerca de 200 mil pessoas

Mais de 500 mil pessoas receberam ordem para sair esta terça-feira de suas casas na costa do Golfo, nos Estados Unidos, já que a tempestade Laura se transformou num furacão e deverá atingir o litoral com ventos fortes e inundações.

A ordem abrange as cidades de Beaumont, Galveston e Port Arthur, com um total de 385 mil habitantes, no estado do Texas, e Calcasieu, no estado do Luisiana, com cerca de 200 mil pessoas, que podem ser fustigadas com ondulação até quatro metros de altura, avançam as previsões meteorológicas.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos previu que o furacão Laura deverá atingir a categoria 3 na escala de Saffir-Simpson, com ventos entre 178 e 208 quilómetros por hora, na noite de quarta-feira ou início de quinta-feira.

A tempestade Laura passou por Cuba depois de, no domingo, ter matado 23 pessoas na ilha de São Domingos, no mar das Caraíbas - 20 no Haiti e três na República Dominicana, onde cortou o fornecimento de energia e causou inundações.

O Centro de Operações de Emergência da República Dominicana informou que as três pessoas morreram devido às chuvas torrenciais, também responsáveis pela retirada de mil pessoas das suas casas.

No Haiti, pelo menos nove das mortes resultaram das fortes chuvas e dos deslizamentos de terra, com muitas estradas a ficarem completamente bloqueadas ao tráfego e várias cidades inundadas, como a capital, Porto Príncipe.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG