Alemanha defende maior cooperação entre serviços secretos europeus

Na Europa, os serviços de migração, as forças de segurança e os serviços secretos funcionam como "panelas separadas", diz o ministro do Interior germânico

O ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, defendeu hoje maior cooperação entre os serviços secretos europeus na troca de dados no âmbito do combate ao terrorismo e lamentou que funcionem em "panelas separadas".

"O mais importante para a prevenção é a informação. Temos de trocar a informação de que dispomos", afirmou o ministro, em declarações à televisão públicas ZDF, durante uma emissão especial sobre os atentados de Bruxelas.

Na Europa, os serviços de migração, as forças de segurança e os serviços secretos funcionam como "panelas separadas", argumentou o ministro, sublinhando que assim não se cruzam dados que se armazenam.

O ministro do Interior alemão informou também que foram reforçados os dispositivos de segurança nas fronteiras, aeroportos, estações de comboio e outros locais de trânsito. "Estamos a seguir todos os indícios de perigo de que temos conhecimento na Alemanha", acrescentou.

Pelo menos 34 pessoas morreram e 200 ficaram feridas nos atentados terroristas de hoje em Bruxelas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG