Exclusivo Dilemas de Putin perante a "criação soviética" chamada Ucrânia

Há 30 anos, os líderes da Rússia, Ucrânia e Bielorrússia enterravam a União Soviética. Um acontecimento que o presidente russo considera uma "catástrofe".

No dia seguinte à troca de mensagens por videoconferência entre Vladimir Putin e Joe Biden, as mesmíssimas ideias foram repetidas pelos próprios, próximos ou aliados. Para quem desligou da corrente da Terra na terça-feira, o presidente norte-americano explicou que, caso Moscovo decida invadir a Ucrânia, a Rússia seria alvo de "consequências económicas como ele [Putin] nunca viu ou alguém viu". O novo chanceler alemão Olaf Scholz e o presidente francês Emmanuel Macron fizeram coro. Em Sochi, a estância balnear no mar Negro onde recebeu o primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis, o presidente russo voltou a dizer que a perspetiva de uma expansão da NATO para leste é um tema "muito sensível" para a Rússia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG