EUA. Casas de líderes do Congresso vandalizadas

A residência do líder da maioria no Senado dos Estados Unidos, o republicano Mitch McConnell, e a da presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, foram vandalizadas no sábado

Uma cabeça de porco e sangue falso foram encontrados do lado de fora da casa da democrata Pelosi em San Francisco, noticiaram jornais locais. A inscrição "$2K" (US$ 2.000) riscada com uma cruz também foi pintada na porta da garagem da presidente da Câmara dos Representantes (a câmara baixa do Congresso dos EUA). A polícia local iniciou uma investigação, de acordo com a emissora a NBC News.

Já na porta principal e na janela da casa do republicano Mitch McConnel, em Louisville, no estado do Kentucky, surgiram pintadas as inscrições "Onde está o meu dinheiro" e "Mitch mata os pobres". McConnell apelidou os grafitis de uma "birra radical".

"O vandalismo e a política do medo não têm lugar em nossa sociedade", acrescentou o líder republicano do Senado (câmara alta do Congresso). Estes atos de vandalismo ocorrem após um intenso debate no Congresso sobre o plano de ajuda económica de cerca de 900 mil milhões de dólares para enfrentar os efeitos devastadores da pandemia da covid-19 nos empregos.

O plano foi aprovado pelos congressistas e, depois, ratificado pelo presidente Donald Trump no final de dezembro, após vários dias de resistência.

No entanto, os congressistas republicanos bloquearam uma proposta dos democratas para mais do que triplicar o montante dos cheques destinados aos americanos mais vulneráveis no âmbito desse plano, de 600 para 2.000 dólares - um aumento que tinha sido também reclamado pelo próprio presidente cessante, e republicano, Trump. McConnel e a maioria republicana no Senado têm bloqueado esse aumento, contrariando Trump, além de terem também revertido o veto do presidente ao projeto de lei da Defesa.

"O Senado não vai ser intimidado para fazer mais empréstimos precipitadamente, que irão para as mãos de amigos ricos dos democratas que não precisam dessa ajuda", disse McConnell à imprensa na última quarta-feira (30).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG