A mensagem de Biden a Kim Jong Un: "Bom dia. Ponto final"

As conversações com Pyongyang estão em ponto morto desde uma cimeira, em 2019, entre Kim e o então Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

DN/Lusa
© EPA/KIM HONG-JI / POOL

O Presidente norte-americano, Joe Biden, declarou-se este domingo, em Seul, preparado para um eventual ensaio nuclear da Coreia do Norte, mas reafirmou a abertura ao diálogo com uma mensagem a Kim Jong Un, antes de partir para o Japão.

Questionado por um jornalista que lhe perguntou se tinha uma mensagem para o homólogo norte-coreano, Kim Jong Un, o Presidente dos EUA respondeu com um lacónico: "Bom dia. Ponto final", uma forma de fazer saber que Washington mantém abertura ao diálogo com a Coreia do Norte, mesmo na falta de reciprocidade.

"Estamos preparados para tudo o que a Coreia do Norte pode fazer", assegurou, afirmando não estar inquieto, face a um eventual ensaio nuclear.

As conversações com Pyongyang estão em ponto morto desde uma cimeira, em 2019, entre Kim e o então Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Biden deixou hoje a Coreia do Sul, ao início da tarde, em direção ao Japão, outro grande aliado dos Estados Unidos na região e segunda etapa do primeiro périplo pela Ásia como Presidente.

Em Seul, encontrou-se com o homólogo sul-coreano, Yoon Suk-yeol, um conservador pró-americano chegado ao poder no início de maio.

Os dois chefes de Estado concordaram com uma intensificação dos exercícios militares conjuntos, para conter as ações de Kim Jong Un.