Premium Boris Johnson preparado para tudo na semana-chave do Brexit

O primeiro-ministro britânico estará disposto a fazer um acordo com os liberais-democratas e os nacionalistas escoceses para provocar eleições antecipadas no Reino Unido, ultrapassando o líder da oposição trabalhista Jeremy Corbyn.

Esta é a semana-chave no que respeita ao processo de saída do Reino Unido da União Europeia. A data-limite para o Brexit é quinta-feira, dia 31, mas não há nem acordo aprovado no Parlamento britânico nem uma nova extensão do artigo 50.º aprovada pela UE27. Em última análise, se nada acontecer até lá, os britânicos podem, por acidente, sair sem acordo da UE neste dia.

Na terça-feira, a UE pretende dizer que tipo de extensão irá conceder ao Reino Unido. Isto depois de o primeiro-ministro Boris Johnson ter enviado um pedido de extensão para Bruxelas no contexto da Lei Benn. Mas fê-lo de forma bizarra. Enviou uma carta não assinada a pedir a extensão e outra assinada a dizer que não concorda com a primeira. Houve ainda uma terceira carta enviada pelo embaixador do Reino Unido junto da UE dizendo que o pedido de extensão é uma posição do Parlamento e não do governo.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG