Premium  Operação Marquês. Sofia Fava diz que só é "a ex-mulher da figura central deste processo"

Ex-mulher de José Sócrates garante nada saber sobre alegados planos do ex-governante e do amigo Carlos Santos Silva para ocultar "vantagens obtidas " de forma ilícita. Nesta segunda-feira vai defender que a acusação do Ministério Público é "obscura e ininteligível".

Nunca recebeu dinheiro de José Sócrates, achava Carlos Santos Silva uma pessoa "abastada e que vivia desafogadamente", um bom amigo que lhe emprestou 150 mil euros para sinalizar a compra de um monte no Alentejo e a contratou para trabalhar numa das suas empresas, relação laboral que lhe valeu cinco mil euros por mês. Está acusada dos crimes de branqueamento de capitais e de falsificação de documentos.

Estes são alguns dos temas que deverão ser tema do depoimento que a ex-mulher de José Sócrates vai prestar na tarde desta segunda-feira no Tribunal Central de Instrução Criminal. Sofia Fava será a terceira acusada (dos 28) no processo da Operação Marquês, onde estão em julgamento vários crimes de corrupção passiva e ativa, branqueamento de capitais, falsificação de documentos, fraude fiscal, abuso de confiança, peculato e até posse de arma proibida, num total de 159.

Ler mais