Premium A cantora luso-chinesa que irrita os ativistas de Hong Kong

Cantora lusodescendente Maria Cordero, apoiante do governo de Hong Kong, tornou-se alvo da ira e do humor de jovens ativistas anti-Pequim

Nasceu em Macau - sob administração portuguesa -, mas foi do outro lado do delta do rio das Pérolas, em Hong Kong, que cresceu como artista, sendo uma das mais reconhecidas faces do showbizz da região. Aos 65 anos, Maria Cordero, de ascendência portuguesa do lado paterno, é conhecida pelo epíteto Fat Mama.

A família mudou-se para a então colónia britânica quando Cordero tinha 10 anos. E cedo começou a trabalhar - foi telefonista e caixa de supermercado durante o dia e baixista numa banda à noite. O talento culinário foi notado quando cozinhava e preparava refeições para trabalhadores de escritórios. Não é por acaso que mais tarde foi apresentadora de três programas de culinária na televisão. Nas últimas três décadas deu passos no grande ecrã, tendo entrado em mais de quatro dezenas de filmes.

Ler mais