Exclusivo Dez anos da Primavera Árabe. Bourguibismo, militares vs. islamistas e duas guerras proxy

A 17 de dezembro de 2010, o vendedor ambulante Mohamed Bouazizi imolava-se, cansado da miséria e assédio policial, gerando uma revolta popular na Tunísia. Nascia a Primavera Árabe que alastraria pela região. Dez anos depois, eis como estão os quatro países onde o regime caiu.

Tunísia e o regresso ao bourguibismo

Notre Ami Ben Ali, de Jean-Pierre Tuquoi e Nicolas Beau, teve a sua primeira publicação em 1999 e, como "plagiaram" o título de Notre Ami Le Roi, 1990, e sobre o reinado de Hassan II, de Gilles Perrault, naturalmente convidaram-no para escrever o prefácio desta biografia do presidente (PR) da Tunísia e da sua relação com França. Começa Perrault a prefaciar: "A bota de Hitler e o tamanco de Mussolini, dizia De Gaulle em Londres. Passar de Hassan II a Ben Ali é também descer da aristocracia do crime à mediocridade sombria de um bandido de subprefeitura." Resumo esclarecedor sobre 24 anos da Tunísia de Ben Ali.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG