Premium Advogado de Bruno de Carvalho deixa defesa do ex-presidente do Sporting

Advogado do mais mediático acusado no processo do ataque à Academia do Sporting recusa continuar a defendê-lo. Esta terça-feira pode arrancar fase de instrução, mas foi apresentado o quarto pedido de escusa do juiz.

O advogado José Preto deixou de representar o ex-presidente do Sporting Bruno de Carvalho no processo em que este é acusado de ser um dos autores morais do ataque à Academia de Alcochete, a 15 de maio do ano passado, e que tem marcado para esta terça-feira o arranque da fase de instrução. No entanto, tal pode não acontecer, pois durante o dia de ontem foi entregue um pedido de escusa do juiz - o quarto - que pode levar o magistrado Carlos Delca a adiar a sessão, tal como já fez duas vezes.

Esta decisão dos defensores dos arguidos pode ser vista como uma forma de tentar prolongar esta fase até final de setembro sem uma decisão do magistrado. É que o prazo para manter os primeiros 23 elementos detidos e colocados em prisão preventiva termina a 21 de setembro e se não existir uma decisão instrutória têm de ser colocados em liberdade.

Ler mais