Maia, 5/2/2018. Isabel dos Santos na conferência Plug in Tomorrow, na Efacec, sobre mobilidade elétrica
Exclusivo

Justiça

Justiça, política e dólares: como Isabel dos Santos prepara a defesa

A filha do ex-presidente de Angola está na mira da Justiça, com bens, contas e participações congeladas. Isabel dos Santos usou o Twitter, entrevistas e fez um direto no Instagram para se defender. E usou várias linhas de argumentação.

Foi uma passagem de ano agitada para Isabel dos Santos, envolvida no processo judicial que lhe arrestou bens, contas bancárias e participações em empresas por ordem do Tribunal Provincial de Luanda, acusada de ter lesado o Estado angolano em 1,13 mil milhões de dólares. Logo na manhã de novo ano a empresária twittou uma série de comentários, deu uma entrevista ao canal Al Jazeera e tentou dar outra à TV Zimbo - canal privado angolano, sem conseguir, por falta de rede que lhe permitisse entrar em antena no telejornal de horário nobre. Enquanto esperava fez um "em direto no Instagram" respondendo a perguntas dos seus seguidores em português, inglês e francês, queixando-se, por exemplo, de "não poder pagar aos fornecedores, a um contrato, um empréstimo, o que causa muitos problemas". No dia anterior, 31, Isabel dos Santos já tinha emitido um comunicado em sua defesa - refutando a maior parte das alegações judiciais e partindo para o ataque.

A defesa que a filha de José Eduardo dos Santos estará já a desenhar terá como pontos-chave que este é um processo político, que o processo judicial não foi conduzido nos termos da lei - e terá havido até má-fé - e, possivelmente, que o arresto de bens será ilegal por vários motivos (entre eles a pertença das participações e os pedidos de empréstimo, e o valor das mesmas)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG