POCH supera meta de execução em 2021. Já beneficiou 912 mil pessoas

Com 83% de taxa de execução, o Programa Operacional de Capital Humano (POCH), que visa promover a qualificação da população, superou a meta estabelecida para 2021, tendo já beneficiado 912 mil residentes em Portugal.

O Programa Operacional de Capital Humano (POCH), que visa promover o aumento da qualificação da população, registou uma taxa de execução de 83% em 2021, superando a meta estabelecida para esse ano em dois pontos percentuais. Trata-se da maior taxa de execução dos programas financiados pelos fundos da coesão do Portugal 2020. Um valor que "representa um acréscimo de 12 pontos percentuais face à média de execução do PT2020".

Esta taxa de execução do POCH "permitiu já abranger cerca de 912 mil residentes no país com maior peso nas mulheres", beneficiando sobretudo as regiões Norte, Centro e Alentejo, "contribuindo assim para o reforço dos níveis de qualificação dessas pessoas, ao serviço do desenvolvimento dessas regiões", refere este programa operacional, em comunicado.

"Para o efeito, contribuem os níveis de conclusão com sucesso das formações apoiadas pelo PO que, em função das modalidades formativas que apoiamos, variam entre os 54% (2019) de diplomados nos Cursos de Educação e Formação de Adultos e os 83% (2019) nas ofertas formativas de nível ISCED 2. Nos Cursos de dupla certificação atingem-se taxas de conclusão na ordem dos 69% (2019) nos Cursos Profissionais e de 56% (2020) nos Cursos de Aprendizagem", enumera o POCH.

Em média, "cerca de 65% dos ex-formandos apoiados estão empregados ou a prosseguir estudos, seis meses após essa conclusão", de acordo com dados de 2020.

É também referido que "a taxa de execução dos fundos da coesão atingiu 71%", superando assim em dois pontos percentuais a meta estabelecida para 2021.

Em resumo, "a 31 de dezembro de 2021, o apuramento dos valores no Portugal 2020 para os Fundos da Política de Coesão, registou 15 153 milhões de euros de apoio executado, dos quais 3 755 milhões de euros em 2021, mais 344 milhões de euros do que a meta prevista".

Destaca-se ainda que a generalidade dos Programas Operacionais atingiu ou superou as metas de execução previstas para o ano passado. Aliás, refere a nota, "desde o arranque do Portugal 2020, o ano de 2021 foi o que demonstrou o maior dinamismo no aumento da execução".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG