Exclusivo Paula Franco. "Temos de ver os apoios como medicina regenerativa e não medicina curativa"

Paula Franco é a bastonária da Ordem dos Contabilistas Certificados.

Dia 30 há eleições legislativas. Como convencer um abstencionista ​​​​​​​a ir votar?
Penso que o problema da abstenção deve-se principalmente a dois fatores: (i) falta de confiança e consequente desconhecimento da classe política; e (ii) falta de identificação com o atual sistema político nacional. Só com proximidade, maior conhecimento e escrutínio da atuação dos políticos se conseguirá diminuir a abstenção. Acredito, assim, que o caminho não é convencer um abstencionista a exercer o seu direito de voto mas alterar comportamentos. Nessa altura, o abstencionista poderá passar a votar e participar ativamente na política nacional.

Na sua opinião o que seria melhor para Portugal: um governo de maioria absoluta ou de coligação entre vários partidos?
Para serem implementadas profundas reformas e para que essas reformas tenham a estabilidade necessária para realmente ajudar o nosso país, é necessário um governo de coligação, mas uma coligação estável, duradora, transparente, rigorosa, mas dialogante, em que os vários agentes partidários atuem na defesa exclusiva do interesse público português. É necessário um trabalho de equipa, em que se atente a interesses realmente relevantes e se ignore lutas políticas pessoais e/ou partidárias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG