Metro de Lisboa volta a parar no primeiro dia da Web Summit

Trabalhadores estarão de greve entre as 6h30 e as 9h30 na manhã de 6 de novembro.

O Metro de Lisboa vai voltar a parar na manhã de 6 de novembro. Entre as 6h30 e as 9h30, os trabalhadores do metropolitano da capital vão estar de greve por discordarem da atualização do salário para os anos de 2018 e 2019, adiantou a dirigente da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações em declarações citadas pela RTP.

Dia 6 de novembro será o primeiro dia oficial da Web Summit. A confirmar-se esta paralisação, esperam-se fortes problemas para circular dentro da cidade de Lisboa, tendo em conta que boa parte dos 70 mil participantes esperados para a cimeira tecnológica costumam deslocar-se de transportes públicos, como o metropolitano.

Esta greve parcial foi anunciada no dia em que o Metro de Lisboa esteve parado entre as 6h30 e as 9h30, com os trabalhadores a contestarem a proposta de atualização salarial plurianual de 24,50 euros para os anos de 2018 e 2019, apresentada aos representantes sindicais na quarta-feira pelo conselho de administração da empresa.

Os sindicatos defendem que o aumento proposto de 24,50 euros deverá valer apenas para 2018, com retroativos a 01 de janeiro..

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos