Governo aprova compensação às empresas pelo aumento do salário mínimo

Medida estava prevista para março, mas só agora o executivo dá o passo para compensar as empresas através de "um subsídio". Desconhecem-se ainda os detalhes.

O Governo aprovou esta quinta-feira em Conselho de Ministros a compensação a pagar às empresas pelo aumento do salário mínimo nacional para 665 euros desde o início deste ano.

"Foi aprovado o decreto-lei que cria uma medida excecional de compensação das entidades empregadoras, face ao aumento do valor da retribuição mínima mensal garantida (RMMG), através da atribuição de um subsídio pecuniário", refere o comunicado do Conselho de Ministros depois da reunião desta quinta-feira.

Numa entrevista no final de fevereiro, em entrevista ao Diário de Notícias e TSF, o ministro da Economia indicou que o apoio corresponderia a "mais ou menos 80% do valor do acréscimo da TSU" com o aumento do valor do salário mínimo, pago de uma só vez.

Tal como noticiou o DN/Dinheiro Vivo, o Governo pretende aumentar a retribuição mínima "em cerca de 6%" no próximo ano, repetindo o valor em 2023, atingindo os 750 euros mensais no final da legislatura.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG