Wimbledon abre cozinhas para ajudar afetados pela pandemia

O All England Club, 'casa' do torneio de ténis de Wimbledon, vai abrir as suas cozinhas para preparar 200 refeições diárias para serem distribuídas a pessoas afetadas pela pandemia da covid-19, anunciou a organização do 'Grand Slam' britânico.

A iniciativa decorrerá durante os próximos três meses e está dirigida aos bairros em redor do All England Club, localizado nos arredores de Londres, com as refeições a serem preparadas pela empresa que habitualmente fornece alimentos a Wimbledon e pelo serviço de 'catering' oficial do 'major' britânico, que este ano não se realiza devido ao novo coronavírus.

"Além deste programa de distribuição, foi feita uma doação à [ONG] City Harvest através da Fundação de Wimbledon para apoiar a organização, que já distribuiu mais de 1,5 milhões de refeições durante o confinamento", acrescentou a organização em comunicado.

Em 01 de abril, Wimbledon, o mais antigo 'Grand Slam' do mundo, foi cancelado pela primeira vez desde a II Guerra Mundial, devido à pandemia de covid-19.

O torneio seria disputado entre 29 de junho e 12 de julho, mas a organização optou por cancelar a sua realização este ano, o que significa que a 134.ª edição do 'major' britânico se vai disputar em 2021, entre 28 de junho e 11 de julho.

Os circuitos masculino e feminino de ténis estão suspensos, pelo menos, até 31 de julho, devido à pandemia de covid-19, que, a nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, já provocou mais de 370 mil mortos e infetou mais de seis milhões de pessoas em 196 países e territórios.

O Reino Unido é o segundo país com maior número de mortos (38.489), registando mais de 274 mil casos de infeção.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG