Ronaldo oferece camisola para salvar clube tunisino

O Club African vai leiloar a camisola do futebolista da Juventus para ajudar a resolver a crise financeira e evitar o afastamento de todas as competições.

Cristiano Ronaldo ofereceu ao Club African, da Tunísia, uma camisola sua para ser leiloada e, dessa forma, ajudar o emblema vencedor da Liga dos Campeões Africanos em 1991, a ultrapassar uma complicada situação financeira que poderá implicar o afastamento de todas as competições.

A estrela da Juventus solidarizou-se assim com um clube que no próximo ano festeja o seu centenário e que é conhecida na Tunísia como "o mais querido do povo", mas que tem sido vítima de gestão de Salim Riahi, fundador do partido da União Patriótica Livre, que fugiu do país em 2017 devido a uma acusação de corrupção e lavagem de dinheiro.

No passado mês de outubro, a Federação Tunisina de Futebol aplicou a Club African uma última advertência para saldar uma dívida de seis milhões de dólares (5,4 milhões de euros). No início da época, esta crise financeira já custou ao emblema de Tunis uma penalização de seis pontos no campeonato e uma multa por não ter pago salários a antigos jogadores e funcionários.

Os adeptos estão mobilizados na tentativa de salvar o clube, tendo inclusive angariado num só dia (em princípio de outubro) 450 mil dólares (400 mil euros), mas agora procuram novas ações para poder salvar o emblema 13 vezes campeão da Tunísia. E uma delas é, precisamente, o leilão da camisola de Cristiano Ronaldo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG